Pular para o conteúdo principal

A importância da suplementação nutricional do paciente em diálise


Sabe-se que vários fatores podem levar a doença renal crônica, que uma vez instalada, leva a perda progressiva do funcionamento dos rins, até a necessidade de realizar diálise. Quando o paciente apresenta doença renal crônica, o rim não consegue eliminar adequadamente os restos dos alimentos digeridos e nessa situação deve se ter uma orientação quanto á alimentação.
Uma alimentação correta é essencial para o sucesso do tratamento, além do acompanhamento de um profissional especializado. Pode se indicar fórmulas especiais, porém avaliadas por um profissional, visto que a escolha da melhor terapia nutricional depende de vários fatores, como por exemplo estado nutricional do paciente e quantidade ingerida de nutrientes.
A indicação de fórmulas depende do aporte recebido na TN (terapia nutricional) e pela quantidade ingerida de alimentos quando existe. Independente da fórmula utilizada, deve se fazer regularmente o controle da concentração plasmática de fósforo e de potássio, e do ganho de peso interdialítico.

Os objetivo dessa terapia são:
*recuperar e/ou manter o estado nutricional
*minimizar o catabolismo proteico
*manter o equilíbrio ácido básico, hidroeletrolítico, de minerais e de vitaminas
*melhorar o prognóstico

Cuidar da sua alimentação também é cuidar da sua saúde. Esclareça sempre com seu nutricionista qualquer tipo de dúvida e fique por dentro do resultado de seus exames. Participe ativamente do seu tratamento



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sistemas de administração

DIETAS ENTERAIS: CASEIRA OU ARTESANAL - formulada e manipulada a partir de alimentos in natura e/ou produtos alimentícios SEMI ARTESANAIS OU MISTAS - fórmula industrializada que pode ser de módulos de nutrientes, juntamente com alimentos in natura e/ou produtos alimentícios INDUSTRIALIZADAS - em pó (para reconstituição), líquidas (sistema aberto ou fechado) e modulares SISTEMAS DE ADMINISTRAÇÃO: ABERTO - exige manipulação prévia ou quando industrializada, segundo recomendações do fabricante (RDC n°63,2000) FECHADO - nutrição enteral industrializada, estéril, em recipiente hermeticamente fechado com um conector para equipo de infusão Exemplos embalagens: DIETA SISTEMA ABERTO DIETA SISTEMA FECHADO

TIPOS DE DIETAS

Mousse de Cappuccino

Você já pensou em diversificar a forma de consumo de um suplemento alimentar? É uma excelente estratégia para evitar que o paciente caia na mesmice. Nossa dica de hoje é o Mousse de capuccino, feito com o Nutridrink Compact Protein sabor Cappuccino. Ingredientes: 3 colheres de sopa de creme de leite 1 colher de sobremesa de gelatina incolor sem sabor 2 colheres de sopa de água filtrada 125ml de Nutridrink Compact Protein sabo Cappuccino Modo de Preparo: Coloque no liquidificador o creme de leite e o Nutridrink Compact Protein sabor Cappuccino . Bata por aproximadamente 3 minutos. Dissolva a gelatina nas duas colheres de sopa de água e acrescente à mistura. Bata por mais 2 minutos. Em uma taca,colloque o mousse e deixa gelar por 1 hora ou até que esteja em consistência firme. Rende uma porção. Informação Nutricional: Carboidratos: 33g Proteínas: 22g Lipidíos: 27g Valor calórico total: 464kcal Para conhecer maiores informações sobre o Nutridrink Co